www.pedalbtt.com

Pedal
   BTT

  PÁGINA PRINCIPAL          PASSEIOS                 MECÂNICA                 DIVERSOS                    LINKS
Talvez a pergunta seja, _"dá para andar de bicicleta e parecer com uma pessoa normal?" Boa pergunta! O que é normal? Controlar a temperatura do automóvel para chegar seco e cheiroso ao emprego? Sentar-se confortavelmente e fazer-se transportar sem esforço? Ter vergonha da sua aparência? Preocupar-se com o que os outros dizem? Todas estas perguntas não têm sentido, pois a única coisa importante nesta vida é ser sadio, feliz e aberto para o que a vida nos oferece. Parecer diferente estar suado, pobre ou rico, de automóvel, roupa bem passada, cheiroso, parecer normal, ser de tudo um pouco e ter liberdade de escolha e sensatez de opção para o presente momento. Simples!
O que importa de facto, é ter corpo e mente equilibrados sendo este o único caminho para a felicidade, e é aí que a bicicleta nos ajuda muito nesse caminho.
Como tal nasceu esta forma de expressão, com alguns plágios á mistura, visando condensar relatos, de passeios e experiências vividas na prática de btt, no intuito de dar o conhecimento dos mesmos aos adeptos desta modalidade desportiva, de eventos que para estes sejam desconhecidos, e ainda ser útil e explicativo para quem se inicia, neste cada vez mais entusiasmante e crescente fenómeno do BTT.

Carlos Botelho / Perfil


- Idade: 38 anos
- Signo: Leão
- Estado civil: Livre
- Naturalidade: Peso da Régua
- Residência: Vila Nova de Gaia
- Emprego: Funcionário Público
  Áreas de interesse: BTT, Automóveis,
  Informática etc.
- Maior sonho: Viajar pelo Mundo sem
  controle de despesas e de tempo

- A melhor coisa da vida: Ser Pai
- A pior coisa da vida: Nunca ter sido premiado
  no Euromilhões
- Prato preferido: Todos, desde que bem
  confeccionados
- Bebida: Fresca de preferência e pouco doce
- Livro preferido: O manual de qualquer coisa
  que compre
- Filme marcante: Para além do horizonte
Quem é o betetista? Alguém suado e vestido com roupas coladas e justas ao corpo? Um desportista de certa forma privilegiado que é muito possante para pedalar desenfreadamente pelas ruas da cidade e pelo monte? Um pobre que não tem outra opção de transporte?

© Copyright 2007 Pedal BTT.Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução deste site na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem a prévia permissão da administração do Pedal BTT, validada por acto legal.